Um Clube Jovem e Dinamico, virado para a Natureza, para a Juventude e para o Futuro Desportivo no Alentejo!
publicado por CNAlvito | Quarta-feira, 18 Julho , 2012, 10:39
Santo André, 9 a 13 Julho 2012
Dias felizes e intensos para todos!
Foram 9 os participantes neste Acampamento que pretendeu consolidar a ligação destes jovens praticantes às atividades do clube. Foram enquadrados pelo Quim, adjudicado pelo Ai-Ai, em formação para Monitor. Baldou-se a outra candidata a monitora, Tina de seu nome que preferiu as "doçuras" das férias, à colaboração e à participação cívica que lhe pode moldar o seu crescimento como pessoa, num sentido positivo. Algum dia, há-de lastimar-se por não ter aproveitado estas oportunidades e reconhecer a estupidez!

 

Dia 1 - Acampamento instalado

Muita excitação durante a recolha dos participantes! Para muitos era a sua primeira saída de casa e, logo, para uma aventura desta dimensão, com acampamento, todas as atividades programadas e o compromisso par acumprir todas as normas que tinham sido estipuladas.

Chegámos rapidamente ao Parque de Campismo de Stº André, com o apoio da Fátinha que foi levar alguns participantes e fizemos o "pic-nic" de almoço.
O acampamento foi instalado, de seguida, em muito boas condições e com boa participação dos participantes, com arte até de arquitetos paisagistas, tal o desenho final da instalação que incluíu, além das 4 tendas comuns, mais a tenda dos monitores, o toldo para refeições e convívio e a cozinha, com direito até  uma pequena arca refrigeradora.

Logo após a instalação do acampamento, deu-se início às atividades programadas, com a realização do Contra-relógio por equipas, em Corrida. Foram cerca de 1500 m, com os atletas ligados entre si, para desenvolvimento do espírito de equipa, com vitória da Equipa B (Sérgio + Diogo V + Lara).

Não foi possível efetuar o FutePraia, por falta de bola, tendo sido adiado, mas curtiu-se uma boa praia, com muita brincadeira.

Regressou-se ao acampamento, tomou-se banho, foram fazer-se as compras iniciais e o jantar foi servido no restaurante do parque, onde todos aprenderam o protocolo do "mais velho" e de comerem em conjunto, respeitando o tempo dos outros, sempre com muito respeito e o sossego adequado, como é norma no nosso clube.

 

Após o jantar fomos visitar Vila Nova de Stº André e comer o gelado.
No regresso ao acampamento, depois da higiene noturna, ao deitar houve alguma resistência ao silêncio, mas como as regras estavam definidas e nos parques de campismo também é  cumprida a hora de silêncio que remédio tiveram os mais excitados senão "calar a boca".
 
Dia 2 - "Motores" em marcha para a competição por equipas
O amanhecer numa tenda é sempre cedo. Mal começa a claridade do sol a penetrar no tecido do duplo-tecto e do quarto, logo há tendência para acordar. Só foi preciso ir acordar os mais dorminhocos.
Após a higiene matinal, o pequeno-almoço muito frugal (fruta, sumo, cereais com mel e compota) e  apreparação do almoço (sandes) iniciou-se a atividade programada, com a Estafeta-pedestre, em que cada equipa tinha de prefazer 6 km, num circuito de 500 m, rendendo quando entendessem. Venceu a Equipa B ,cujos integrantes têm todos facilidade nesta atividade.
Seguimos, depois para a praia, onde após se terem coberto de protetor solar, se efetuou aprendizagem da canoagem, por equipas, enquanto os restantes fruíam a praia e jogavam com raquetes.
  
O almoço foi no Parque e seguiu-se uma sesta. Arrancámos, após a sesta, para uma caminhada utilizando parte do percurso PR "Vereda de Brescos", com cerca de 6 Km, tendo o lanche sido tomado no Monte sede do Parque Natural da Lagoa de Stº André. Ao terminar o percurso, seguímos, logo para a praia para se dar um mergulho e regressar ao Parque para preparar o jantar e efetuar o Torneio de Malha,muito emotivo e vencido pela Equipa C (Diogo Z + Matilde + Ricardo).
  
Após o jantar e a lavagem da louça e arrumação do acampamento, tivemos de ir novamente a Stº André, para tentar resolver o problema dos mapas para a Orientação, abdicando de ir visitar a praia à noite. O recolher foi fácil e o silêncio cumprido pois os participantes estavam cansaditos. Os mais recalcitrantes acumularam pontos para os castigos.
Dia 3 - Programa muito intenso
Foi a manhã dedicada à iniciação à Orientação que é a modalidade-mãe do clube e, por isso,muito acarinhada e sempre presente na vida associativa. Utilizou-se um local muto aprazivel e com condições excelentes para os primeiros passos na modalidade - o Parque da Cidade. Foi apresentado o mapa e efetuou-se um Percurso guiado, por equipas, para reconhecimento do terreno e da respetiva simbologia do mapa. Houve, ainda, um exercício para manipulação do mapa (Labirinto) e, no final, o Ori-Sprint com 3 percursos (fácil, médio e difícil) para possibilitar a participação com êxito de todos. Vitória para a Equipa A (Ana + Tomás + Sofia).
Fomos, de seguida dar um mergulho à Praia do Monte Velho e almoço e sesta no Parque.
  
 À tarde, a Estafeta de BTT, com 12 Km a serem cumpridos num circuito de 1 Km, às portas do Parque, permitiu verificar o sentido estratégico dos "chefes" na decisão sobre a entrada dos atletas e o nº de voltas que cada um ia dando, vencendo a Equipa C, com muito mérito.
  
Seguiu-se a ida para a praia, o lanche e a realização da Estafeta de Natação, atravessando um braço da lagoa, com cerca de 80 m de largura, vencida, também, pela Equipa C que teve, assim uma tarde plena de êxitos.
  
Enquanto se preparava o jantar (sopa, massa de salsichas e pêssego) disputou-se o Torneio de Tração à Corda, não tendo dado qualquer hipótese de oposição a Equipa A que era a de maior peso.
A noite foi passada no Parque com os contos e anedotas e a comezaina dos mais que muitos bolos mandados pelas mãezinhas que perduraram pelos 5 dias. Meu deus que exagero! Acresceu, ainda, as guloseimas que as mãezinhas também enviaram nas mochilas dos meninos e que foram todas confiscadas numa rusga e distribuídas por todos, ao longo dos dias.
  
Adormecer quase imediato à deita pois o corpo já requeria descanso...
 
Dia 4 - Programa ainda mais intenso!
Após as tarefas matinais, fomos para Vila Nova de Stº André e enquanto se imprimiam os mapas para as atividades de Orientação do dia, descobriram e realizaram mais uma atividade extra - escalada à palmeira!
O Ori-Run&Bike que preencheu a manhã correu bem à Equipa A que se sagrou vencedora, mas as outras duas equipas tiveram problemas de navegação e houve, também, descordenação organizativa pelo que a atividade durou bastante mais tempo do que o previsto.
  
As atividades prosseguiram na praia de S. Torpes, com a Corrida na Praia e a Ana a ter que repetir, mais tarde, por ter efetuado o regresso a andar. Após a corrida, um mergulho rápido e almoço. Depois ficámos no bem-bom, com muitos mergulhos e brincadeira na água tépida e descansos na sombra dos guarda-sóis. 
 
Realizou-se, ainda, o adiado Torneio de Futepraia, muito disputado com vitória da Equipa B. Depois de um período de banhos, arumou-se o material e no regresso disputou-se o Run & Bike, numa faixa da estrada sem utilização, num percurso de cerca de 6 Km, em que as equipas a cada 2 Km podiam substituir um dos atletas. Venceu, com mérito, a Equipa B.
  
Já no Parque, enquanto o jantar era preparado (sopa, mista de carne com batatas e arroz e melão) efetuou-se uma aprendizagem do Arco e lançamento das flechas e, depois, o respetivo Torneio de Tiro ao Arco, com vitória da Equipa A.
  
Após o jantar, iniciou-se uma atividade que é sempre a mais esperada destes acampamentos e acaba por ser a mais excitante. Foi um Ori-Noturno com cerca de 3 Km e muitas emoções. Gritos na floresta, enforcados em pensamento e outros motivos induzidos que fizeram alguns chegar às lágrimas... Passado o medo e recuperada a calma, todos ficaram felizes por ultrapassarem esta dura prova psicológica. 
O recolher às tendas, após banho redentor e ceia, nem deu para conversas, tal era a necessidade de adormecer para não pensar nos crimes que teriam ocorrido na floresta!
 
Dia 5 - Já o último dia?
Pois foi! Já estávamos no fim do acampamento sem ter notado a passagem dos dias.
Após as tarefas matinais, incluindo a preparação das sandes, foi o momento do cumprimento dos castigos, com voltas a um circuito de cerca de 250 m. Mesmo com descontos pelo comportamento no 4º dia, a lista ficou assim: Ana 33, Tomás 33, Ricardo 29, Sofia 14, Sérgio 12, Lara 6, Diogo Z 3, Diogo V 2 e Matilde 1. Optou-se por utilizar os castigos como aquecimento para a corrida que se seguia. Tiveram sorte os que tinham muitas voltas a dar, pois às 14 foram amnistiados, por falta de tempo...
E, deu-se início à Corrida à Praia, em linha mas só com classificação coletiva, com vitória natural da Equipa B, apesar da luta dada por alguns dos competidores que constituiram surpresa, nesta última corrida. Já se encontravam em melhor forma...
  
Já na praia, realizou-se o Contra-relógio de Canoagem, num percurso de cerca de 500 m que atravessava a lagoa, trocando para o regresso um dos elementos da equipa. Venceu, com muito mérito a Equipa C.
Depois, no Parque, após o almoço, anunciou-se a lista de mais votações na avaliação diária: Diogo Z 9, Matilde 7, Tomás 6, Sérgio 4, Sofia 4, Ana 2, Diogo V 2, Lara 1 e Ricardo 1. Parabéns ao Diogo Z!
Foi, também, anunciada a classificação final da Competição por equipas: 1ª Equipa B 28 pts; 2ª Equipa C 27 pts; 3ª Equipa A 24 pts. Luta cerrada até à última prova!
Seguiu-se o levantamento do acampamento, lavagens do material, limpesas, incluindo a carrinha e arrumações. O terreno tinha de ficar mais limpo do que quando chegámos.
Por fim, banhos e zarpámos, já bastante tarde, de regresso a casa.
Foi um bom acampamento. Talvez o melhor que o clube já realizou. As regras eram precisas e os participantes cumpriram-nas e não "chatearam".
Muito bom! Esperemos que lhes sirva para a vida inteira e que tenham ficado a gostar ainda mais das atividades do clube, para que o representem com mais assiduidade e sempre com alma, para glória do CNAlvito.
JP/
tags:

publicado por CNAlvito | Quarta-feira, 18 Julho , 2012, 10:18
Quiaios, 3 a 7 Julho 2012
CNAlvito presente!
 
Como tem acontecido desde sempre, esteve presente um grupo de jovens do nosso clube, em mais este momento de formação coletiva, na modalidade e de captação de praticantes para a equipa.
Foram 5 desta vez: o Ai-Ai, a Laura e a Ana já praticantes e as candidatas a orientadoras: a Raquel de Montemor e a Patrícia de Portel que se integraram muito bem no espírito do nosso clube.
Outros nossos praticantes, infelizmente, não aproveitaram esta oportunidade de se iniciarem na Orientação e trocarem conhecimento com mais cerca de 60 jovens do resto do país.

 
Apresentámo-nos na 2ª feira à noite, fomos rececionados pela organização e instalámo-nos na sala menos concorrida. Não foi a melhor opção! A noite foi algo desgastante porque havia alguns engraçadinhos e outros muito novos, muito excitados que não conseguiam dormir. 
   
Os pequeno-almoços eram tomados numa zona de lazer mas com todos os condimentos comuns nestas atividade: sumos, fruta, cereais, compotas, leite e sandes para armazenar alimento suficiente para as atividades. As primeiras foram no próprio Colégio. As refeições eram servidas pela cantina do colégio e correram em boa ordem, com sopa obrigatória e boas maneiras, de que não abdicamos e forçamos a sua assunção pelos que nos rodeiam.
   
Os exercícios foram muito variados e em zonas de prática servidas por bons mapas. O Ai-Ai tirou bom proveito, assim como a Ana que precisa muito deste tipo de trabalho, apesar de estar sempre a pensar é noutras coisas. A Laura que tem participado muito pouco nas provas, demonstrou alguma dificuldade na execução de alguns exercícios. A Raquel revelou, logo, grande facilidade na realização de todos os exercícios, sendo no final, a Laranjinha com melhores prestações técnicas, enquanto a Patrícia, mais novinha, revelou alguma dificuldade em termos de atenção e concentração (natural), tendo sempre a tendência para partir a correr, antes de se fixar no mapa e no tereno, com os evidentes erros de navegação. Nada que não seja ultapassável, assim que crescer.
  
Houve exercícios suplementares quer para melhoria da capacidade física, em que a Patrícia revelou aptidão superior, quer para pagar castigos por não cumprimento das normas, principalmente na utilização da sala de dormir. 
  
A última noite de castigos, então, foi um sucesso. O páteo da escola mais parecia uma pista de atletismo, tal era a concorrência. Mesmo os que não tinham castigos a cumprir, solidarizaram-se e foram correr. No final estavam todos felizes. Houve ceia e banhinho para recuperar e dormiram todos que nem uns anjinhos.
  
O Ai-Ai esteve muito bem. A Ana aproveitou alguma coisa. A Laura, talvez, venha a participar em mais provas (é uma grande pena). A Raquel e a Patrícia, ansiamos muito por que venham a integrar a nossa equipa já a partir de Setembro. Vamos ver se as conseguímos "contratar"!
 
À despedida, no sábado, foi assim.
Uma grande festa!
JP/

mais sobre mim
Julho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
subscrever feeds