Um Clube Jovem e Dinamico, virado para a Natureza, para a Juventude e para o Futuro Desportivo no Alentejo!
publicado por CNAlvito | Sexta-feira, 22 Julho , 2011, 23:09

Santo Tirso, 18/21 Julho 2011

CNAlvito com 10 participantes!

O Ori-Jovem é já uma marca na Orientação nacional! Em 6 anos conseguiu impor-se como Marca na formação dos jovens atletas na modalidade. Os participantes das edições iniciais são, agora, apesar da sua juventude, dos mais consistentes orientadores nacionais e integram as selecções Jovens, Juniores e, até de Elite, como é o caso do nosso Mega. É, também, um momento excelente para os clubes enviarem os seus "candidatos" para aprendizagem e, logo, captação para as suas equipas. Nesta edição participaram 71 jovens enquadrados por 8 monitores, com a colaboração excelente do clube local (TST) e do seu leader Prof Pinto André. O quartel-general da formação situou-se na simpática Escola

Esta edição do Ori-Jovem pedestre contou com a participação de 8 atletas e 2 monitores do Clube. Os monitores foram o Quim e o Mega recem-chegado de mais uma internacionalização, com a sua participação no JWOC - Campeonato do Mundo de Juniores.

Os atletas integravam-se em três patamares de formação: os mais experientes, com vários orijovens e participação em provas (Nina e Ai-Ai), os menos experientes mas já com participação em anteriores orijovens (Jéssica, Leonor e Madalena) e os principiantes que iriam ter a sua primeira experiência na modalidade (Laura, Ana e Fernando).

 

A Nina, já conceituada entre as suas adversárias e amigas de escalão e, até Campeã Nacional esta época, aproveitou para consolidar os eus conhecimentos técnicos, nesta sua última participação no orijovem, pois vai passar a frequentar os orijuniores, o patamar de formação seguinte. O Ai-Ai, ainda muito "verde" e infantil (ainda bem), apesar de "se fazer"... foi prosseguindo a sua formação e requer maior concentração na acção, para melhorar a sua prestação técnica.

 

  

Entre os veteranos nestes orijovens (já vão no quarto) encontram-se a Jéssica e a Leonor que começaram ainda muito novinhas. A Jéssica continua a revelar alguma dificuldade na compreensão dos conceitos básicos, enquanto a Leonor tem vindo a consolidar a sua preceção do terreno e a leitura do mapa, navegando já com alguma facilidade, necessitando de participar em mais provas para aprimorar a técnica sob pressão competitiva. Pena é que continue com "tricas" gastronómicas e o seu crescimento esteja tão demorado... Neste grupo integrou-se, ainda, a Madalena que já tinha efetuado um orijovem e conseguiu integrar-se bem nesta nova experiência. Era bom que fosse participando numa ou noutra prova para consolidar os conhecimentos técnicos em competição.

 

Do grupo dos principiantes revelou-se a Laura que mostrou atenção e capacidade de apreensão de conhecimentos e, tal como os seus irmãos Paul e Nina, não teve dificuldade em compreender a mecânica da modalidade, reconhecendo as particularidades do terreno no mapa e, facilmente, começando a navegar com alguma desenvoltura. Como, parece, ter gostado muito, ficamos a aguardar, com expetativa, a sua ligação à equipa e a participação em provas.

 

A Ana como é "cabeça-no-ar" e tem de estar sempre a debitar "decibéis", qual galinhita na capoeira, teve mais dificuldades mas esperamos que se interesse e possa vir a mais orijovens desenvolver os seus conhecimentos, além, é claro, de continuar a participar nas outras atividades, como o Atletismo em que já foi Campeã Distrital em 60 m! O Fernando, coitado, tem pouca queda para a navegação e gosta mais da "observação de aves" e da brincadeira (ainda bem)... tendo, no entanto, extrema necessidade destas atividades, esperando nós que ele se possa integrar noutras, além da natação.

As atividades, bastante diversificadas e ocupando todo os períodos do dia, decorreram em espaços muito adequados para a iniciação e muito agradáveis, como a própria Escola, a cidade com muitos espaços verdes, a Escola Agrícola situado no antigo Mosteiro de S.Bento e a mata da Srª da Assunção, onde se concluiram as práticas num terreno fabuloso para percursos muito técnicos, pena que o mapa seja tão antigo e com cartografia algo rudimentar.

Como atividades extra para os que cometiam faltas ao regulamento (e outras) organizou-se, além dos "períodos de quarentena", uma noite desportiva na qual participaram, com muito agrado, a Leonor por "não comer tudo e deixar restos sem destino", a Jéssica por muito "granel e má figura", o Fernando por demasiada "brincadeira e excitação" e a Ana por "poluição sonora"... A seguir, foram tomar banhinho e dormiram que nem anjinhos!

JP/


mais sobre mim
Julho 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
23

25
26
27
28
29
30

31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO